Journal Information
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 89-90 (December 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 89-90 (December 2018)
EP‐108
DOI: 10.1016/j.bjid.2018.10.170
Open Access
PARACOCCIDIOIDOMICOSE DISSEMINADA MIMETIZA MAL DE POTT E TUBERCULOSE MILIAR. IMPORTÂNCIA DA INVESTIGACAO DIAGNÓSTICA
Visits
303
Fellipe Godoy, Heloana Albino Campos, Gustavo H. Martin Ballini, Antonio Camargo, Raquel Stucchi, Francisco Hideo Aoki, Mariangela Ribeiro Resende, Lucieni Oliveira Coterno, Maria Luiza Moretti
Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP, Brasil
This item has received
303
Visits

Under a Creative Commons license
Article information
Full Text

Data: 18/10/2018 ‐ Sala: TV 10 ‐ Horário: 13:58‐14:03 ‐ Forma de Apresentação: E‐pôster (pôster eletrônico)

Introdução: Tuberculose e paracoccidioidomicose são doenças endêmicas no Brasil e muitas vezes negligenciadas e subdiagnosticadas. Ambas têm formas sistêmicas, podem acometer diversos órgãos. A associação das duas doenças ocorre em 5 a 19% dos casos. Em algumas ocasiões a distinção entre os dois quadros se torna difícil e o diagnóstico definitivo é feito pelo isolamento do agente etiológico.

Objetivo: Relato de caso de paciente imunossuprimida com quadro clínico e radiológico sugestivo de tuberculose, porém com confirmação microbiológica sugestiva de paracoccidioides.

Metodologia: VSL, 41 anos, feminina, residente em zona rural de Holambra, SP, acompanhada em nosso serviço por lúpus eritematoso sistêmico. Iniciou queixa de dor interescapular em abril de 2018 de forte intensidade, opressiva, sem melhoria com analgesia comum, associada a emagrecimento de 7kg em dois meses, sem outros sintomas. Procurou o ambulatório em que acompanhava no fim de julho por pioria da dor, foi solicitada radiografia de tórax, que demonstrou colapso de vértebra T7. Foi feita internação hospitalar e solicitada tomografia (TC) de tórax e coluna para melhor avaliação do quadro. A TC demonstrou infiltrado pulmonar micronodular difuso bilateralmente além de fratura de T7 com encunhamento anterior, erosão de T6 e T8, realce de partes moles, redução foraminal e compressão posterior em saco dural. Tais achados somados à imunossupressão por medicações usadas sugeriam tuberculose disseminada – miliar e mal de Pott – foi então iniciado tratamento para tuberculose. Feita broncoscopia com lavado broncoalveolar, que demonstrou pesquisa de fungo positiva e sugestiva de paracoccidioides, teste rápido molecular para tuberculose e pesquisa de micobactéria negativas. Diante disso, correlacionando os dados clínicos, epidemiológicos e radiológicos, optou‐se por suspensão do tratamento para tuberculose e iniciado tratamento com itraconazol.

Discussão/conclusão: Devido à imunossupressão pelas medicações da doença de base e aos achados radiológicos da paciente, a principal hipótese levantada na internação foi uma forma disseminada de tuberculose. Apesar de as imagens serem sugestivas desse diagnóstico, a epidemiologia da paciente obriga o médico assistente a descartar doenças como a paracoccidioidomicose, apesar do acometimento osteoarticular e pulmonar sugerir tuberculose. Este relato de caso mostra a importância da investigação do diagnóstico etiológico das doenças infecciosas, em especial em nosso país.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
Cookies policy
To improve our services and products, we use cookies (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here.