Journal Information
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 91 (December 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 91 (December 2018)
EP‐111
DOI: 10.1016/j.bjid.2018.10.173
Open Access
CENTRO DE TESTAGEM E ACONSELHAMENTO (CTA) NO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS: PERFIL DOS PARTICIPANTES EM 2017
Visits
...
Edite Kazue Taninaga, Fernanda Sucasas Frison, Maria Helena Pavan, Maria Cristina Stolf, Marianna Vogt, Rose Clélia Grion Trevisane, Fernanda Raquel Vieira Tojal, Rafael José dos Santos
Centro de Saúde da Comunidade, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text

Data: 19/10/2018 ‐ Sala: TV 1 ‐ Horário: 10:30‐10:35 ‐ Forma de Apresentação: E‐pôster (pôster eletrônico)

Introdução: O Centro de Saúde da Comunidade/Cecom/Unicamp faz desde 2010 os chamados CTA Volantes, que envolvem ações de prevenção e diagnóstico de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), inclusive os testes rápidos (TR) para HIV, sífilis e hepatite C, triagem e encaminhamento para vacina de hepatite B, além da oferta de insumos de prevenção, como preservativos masculinos, femininos e gel; folders explicativos de ISTs e profilaxia pós‐exposição para população atendida no dia do evento.

Objetivo: Caracterizar o perfil dos participantes dos CTA Volantes em 2017; divulgar o serviço feito pelo CTA/Cecom; incentivar ações extramuros como estratégias de prevenção e melhoria do acesso aos testes rápidos.

Metodologia: Os CTA Volantes ocorrem uma vez por mês nas diversas unidades e faculdades do campus, previamente escolhidas pela equipe multidisciplinar do Cecom. Os participantes preenchem uma ficha com os dados pessoais, questões sobre a prática sexual como o uso de preservativo, média do número de parceiros e uso de drogas. Os resultados dos testes são entregues individualmente em uma sala reservada dentro da unidade. Com base nos dados coletados dessas fichas e os resultados dos testes, elaboramos o presente estudo, levamos em consideração os CTA Volantes feitos em 2017.

Resultado: Foram avaliados 1.028 participantes, média de 26 anos; 51,1% eram mulheres; 76,7% eram alunos; 22,0% referiam uso de preservativo em toda relação; 17,7% referiam nunca fazer uso de preservativo; 59,7% usam álcool/outras drogas ilícitas; cinco participantes (0,48%) apresentaram TR positivo para HIV, todos masculinos; 12 participantes (1,16%) apresentaram TR positivo para sífilis, 10 masculinos; três participantes (0,29%) apresentaram TR positivo para hepatite C.

Discussão/conclusão: Os dados encontrados confirmaram que a estratégia de busca ativa dos usuários da comunidade é uma ação que deve ser incentivada e ampliada, porque, além de divulgar o serviço existente na rotina do Cecom e fazer com que o profissional de saúde fique mais próximo do usuário, os números expressam uma significativa incidência de positividade dos testes em adultos jovens, além de que o diagnóstico precoce possibilita uma efetiva melhoria na qualidade da atenção voltada para o público da universidade (alunos, funcionários e professores). Percebeu‐se também que com essa estratégia houve um aumento pela procura de testes no serviço.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools