Journal Information
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 15-16 (December 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 15-16 (December 2018)
OR‐28
DOI: 10.1016/j.bjid.2018.10.029
Open Access
ESTUDO DESCRITIVO DOS PACIENTES QUE RECEBERAM PROFILAXIA PÓS‐EXPOSIÇÃO SEXUAL AO HIV (PEP) NO INSTITUTO DE INFECTOLOGIA EMÍLIO RIBAS
Visits
...
Yrving Lucas Vasconcelos e Paiva, Eder Gatti Fernandes
Instituto de Infectologia Emílio Ribas, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Data: 18/10/2018 ‐ Sala: 6 ‐ Horário: 16:00‐16:10 ‐ Forma de Apresentação: Apresentação oral

Introdução: A infeção pelo HIV é atualmente uma pandemia. O Brasil é o país que mais concentra casos de novas infecções na América Latina. O número de mortes relacionadas à Aids ainda é alto. Atualmente o Ministério da Saúde usa a estratégia de prevenção combinada para o combate ao HIV, nela está inserida a profilaxia pós‐exposição (PEP). No Instituto de Infectologia Emílio Ribas (IIER), o número de atendimentos por exposição sexual tem aumentado. O propósito do presente estudo foi descrever a população que procura atendimento por esse tipo de exposição.

Metodologia: Foi desenvolvido um estudo descritivo. Usaram‐se dados dos prontuários de atendimento dos pacientes submetidos à PEP entre julho de 2015 e junho de 2016. Foram levantados dados sociodemográficos, tipos de exposição e resultados dos testes rápidos de HIV coletados. Foi usada análise estatística descritiva e foram calculados a odds ratio (OR) e 95% de intervalo de confiança (IC 95%), usou‐se o teste exato de Fisher.

Resultado: No período do estudo, 2.541 indivíduos procuraram atendimento por exposição sexual. A maioria (82,64%) do sexo masculino, entre 18 e 30 anos (49,94%) e solteiros (84,42%). Cerca de 5% procurou atendimento mais de uma vez no período do estudo. Novecentos pacientes referiram contato homossexual, desses 98,56% do sexo masculino. Entre os que tiveram o teste rápido coletado, 35 (2,56%) tiveram resultado positivo. Ao comparar os que obtiveram teste rápido para HIV positivo com os que resultaram negativo, encontraram‐se odds ratio (OR) de 3,84 (IC 95% 0,84–14,60), 1,65 (IC 95% 0,82–3,30) e 8,78 (IC 95% 2,05–37,67) para sexo masculino, idade inferior a 30 anos e contato sexual homossexual, respectivamente.

Discussão/conclusão: No IIER a PEP é procurada maioritariamente por homens, brancos, jovens, solteiros e que fazem sexo com homem (HSH). Nossos dados sugerem que ser do sexo masculino, jovem e HSH são fatores de risco para adquirir HIV.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools