Journal Information
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
PI 073
Open Access
REATOGENICIDADE COM MEIA DOSE DA VACINA CHADOX1 NCOV-19 (AZD1222)
Visits
...
Maria da Penha Gomes Gouveaa, Olindo Assis Martins Filhob, Andrea Teixeira Carvalhob, Luiz Antônio Bastos Camachoc, Daniel A. Maciel Villelad, Lauro Ferreira Pinto Netoe, Carla Dominguesa, Isac Ribeiro Moulazf, Thayná Martins Gouveiaf, Beatriz Paoli Thompsonf, Karen Evelin Monlevade Lançaf, Gabriela Curto Cristianes Lacerdaf, João Pedro Gonçalves Lenzif, Sabrina de Souza Ramosf, João Pedro Moraes Miossif, Matheus Leite Rasselef, Felipe de Castro Pimentelf, Thais Luma de Oliveira Rozaf, Alessandro Demoner Ramosf, Allan Gonçalves Henriquesf, Maria Eduarda Moraes Hibner Amaralf, Heitor Filipe Surlof, Gabriel Smith Sobral Vieiraf, Laís Pizzol Pastif, Luiza Lorenzoni Grillof, Laura Gonçalves Rodrigues Aguiarf, Matheus Pereira Rosif, Ramon Borge Rizzif, Paula dos Santos Athaydef, Pietra Zava Lorencinif, Adriana Santos Silvag, Tania Reuterg, Jaquelini Jubinih, Danielle Grillo Pacheco Lyrai, Rodrigo Ribeiro Rodriguesj, Cristiano Soares da Silvak, Luís Carlos Reblink, Orlei Cardosok, Samira T. Miyamotof, Ketty Lysie Libardi Lira Machadog, Ludimila Forechil, Carolina Straussg, Jadher Perciom, Lely Stella Guzmán Barreram, Nésio Fernandes de Medeiros Juniorn, Karina Rosemarie Lallemanda, Manoel Rodrigues Lima Netoa, José Geraldo Millg, Valéria Valimf
a Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (HUCAM), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Vitória, ES, Brasil
b Insituto René Rachou (IRR), Fiocruz-Minas, Belo Horizonte, MG, Brasil
c Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), Fiocruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
d Programa de Computação Científica (PROCC), Fiocruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
e Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM)/SCMV, Vitória, ES, Brasil
f Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Vitória, ES, Brasil
g Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes (HUCAM), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)/ EBSERH, Vitória, ES, Brasil
h Secretaria de Saúde de Viana, Viana, ES, Brasil
i PEI/GEVS/ Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SSVS-ES), Vitória, ES, Brasil
j LACEN – SESA, Vitória, ES, Brasil
k Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SSVS-ES), Vitória, ES, Brasil
l Universidade de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, Brasil
m Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Brasil
n Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (SESA), Vitória, ES, Brasil
Article information
Introdução

A escassez de insumos tem limitado o avanço da vacinação contra a Covid-19, no mundo. A vacinação com meia dose da ChAdOx1 nCOv-19 foi comparada à dose padrão no Estudo Viana. O objetivo deste estudo foi avaliar e monitorar os eventos adversos com meia dose e comparar com dose padrão.

Métodos

Ensaio clínico de fase III que testou meia dose da ChAdOx1 nCoV-19 (AZD1222) em adultos de 18 a 49 anos da cidade de Viana - Espírito Santo. Os eventos adversos foram avaliados por meio de registros no sistema e-SUS notifica, busca ativa e estudos de casos de eventos adversos pós-vacina (EAVP) e eventos adversos de interesse especial (EAIE), telefone celular e 0800 disponível aos participantes, questionário eletrônico 7 e 30 dias após a primeira e segunda dose, busca ativa SAC Fiocruz e disque intoxicações, busca ativa de rumores no CIEVS, vigilância de todos os óbitos do município. Em uma subamostra, os eventos adversos foram avaliados por diário auto-aplicável e entrevista aos participantes, 28 dias após a primeira (D1) e a segunda dose (D2). O mesmo questionário foi aplicado numa coorte de trabalhadores da saúde, ajustado por idade, que recebeu 2 doses de dose padrão.

Resultados

Foram incluídos 20.546 participantes. Desses, 572 foram convidados a responder um diário de eventos adversos. Dessa subamostra, 501 e 381 devolveram os diários pós D1 e D2. Não houve reações graves. Os sintomas mais frequentes foram (84% e 52%, p<0,001), e maior duração (5±4 e 2±3 dias) após a 1a dose. Os sintomas mais citados foram dor local (69% e 34%), cefaleia (51% e 21%), mal-estar (47% e 21%), calafrio (37% e 13%), dor muscular (36% e 14%) e articular (30% e 13%), endurecimento da pele (31% e 16%), região quente (23% e 14%), vermelhidão (13% e 8%). Lesão cutânea (23% e 14%), febre (23% e 8%) náuseas (17% e 8%) e vômito (2% e 1%) foram menos frequentes. Comparativamente, não houve diferença entre meia dose comparado dose padrão pós D1 (83% vs. 84%, p = 0,840) ou D2 (52 vs. 57%). No entanto, a duração dos sintomas foi menor com meia dose (dor local, cefaleia, cansaço, dores musculares, dores articulares, febre, endurecimento local, edema, hematoma).

Conclusão

Os eventos adversos da ChAdOx1 nCoV-19 foram leves, e a frequência geral foi semelhante com meia dose ou dose padrão. No entanto, a duração dos sintomas foi menor no grupo da meia dose. Reatogenicidade foi menor pós segunda dose, nos dois esquemas vacinais.

Full text is only aviable in PDF
The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools