Journal Information
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
AO 17
Open Access
TROCA PARA UM REGIME COM 2 MEDICAMENTOS DOLUTEGRAVIR / LAMIVUDINA (DTG / 3TC) EM DOSE FIXA COMBINADA É NÃO INFERIOR A CONTINUAR COM UM REGIME DE 3 MEDICAMENTOS POR 48 SEMANAS EM UM ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO (SALSA)
Visits
...
Josep M. Llibrea, Carlos Britesb, Chien-yu Chengc, Olayemi Osiyemid, Carlos Galerae, Laurent Hocquelouxf, Franco Maggiolog, Olaf Degenh, Libby Blairi, Brian Wynnei, James Oyeej, Mark Underwoodi, Lloyd Curtisj, Gilda Bontempoi, Jean van Wykk, Jucival Fernandesl
a Hospital Universitari Germans Trias i Pujol, Barcelona, Espanha
b Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA, Brasil
c Department of Infectious Diseases, Taoyuan General Hospital, Ministry of Health and Welfare, Taoyuan, Taiwan
d Triple O Research Institute PA, West Palm Beach, Estados Unidos
e Hospital Clínico Universitario Virgen de la Arrixaca, Murcia, Espanha
f Centre Hospitalier Régional d'Orléans, Orléans, França
g ASST Papa Giovanni XXIII, Bergamo, Itália
h Universitätsklinikum Hamburg-Eppendorf, Hamburgo, Alemanha
i ViiV Healthcare, Research Triangle Park, Estados Unidos
j GlaxoSmithKline, Brentford, Reino Unido
k ViiV Healthcare, Brentford, Reino Unido
l GlaxoSmithKline, Brasil
Article information

A eficácia não inferior a longo prazo do regime de 2 medicamentos foi demonstrada em estudos de 144 semanas em virgens de tratamento e pacientes experimentados com um bom perfil de segurança e uma alta barreira à resistência. Avaliamos a eficácia e segurança da mudança para combinação de dose fixa DTG/3TC em adultos com HIV-1 em uso de qualquer regime antirretroviral (CAR) atual. SALSA é um estudo randomizado, controlado e aberto. Os participantes com RNA de HIV-1 <50 c/mL por> 6 meses em um esquema de 3/4DR sem falha virológica anterior ou mutações associadas à resistência a inibidor da transcriptase reversa de nucleosídeo (NRTI) ou DTG foram randomizados 1:1 (estratificado pela classe de terceiro agente da linha de base ) para mudar para DTG/3TC ou continuar CAR por 52 semanas. O desfecho primário foi a proporção de participantes com RNA de HIV-1 plasmático ≥50 c/mL na semana 48 (população exposta por intenção de tratamento ; falha virológica instantânea). Estimativas e intervalos de confiança foram baseados em análise estratificada usando o teste Cochran-Mantel-Haenszel ajustados para a terceira classe de agente da linha de base. No geral, 493 participantes foram randomizados (59% brancos; 39% mulheres; 39% com idade ≥50 anos; 50%/40%/10% com não NRTI/inibidor da integrase/inibidor da protease no início do estudo). DTG/3TC não foi inferior ao CAR contínuo na semana 48 usando análise de falha virológica instantânea (DTG / 3TC, 1/246 [0,4%]; CAR, 3/247 [1,2%]; diferença de tratamento ajustada [IC de 95%], -0,8% [-2,4%, 0,8%]); os resultados foram consistentes com a análise de resposta virológica instantânea (DTG/3TC, 232/246 [94,3%]; CAR, 229/247 [92,7%]; diferença de tratamento ajustada [IC de 95%], 1,6% [-2,8%, 5,9% ]). Nenhuma retirada virológica confirmada ou resistência observada ocorreu em nenhum dos grupos. Os resultados gerais de segurança foram comparáveis entre os grupos DTG/3TC e CAR quanto à frequência de quaisquer eventos adversos (AEs; 73% vs 70%), AEs que levam à retirada (2% vs 1%) e AEs graves (3% vs 6% ), respectivamente. Conclusão: No SALSA, a mudança para DTG/3TC foi não inferior à continuação da CAR na manutenção da supressão virológica na semana 48, com um perfil de segurança consistente com as bulas de DTG e 3TC. Ao longo de 48 semanas, o esquema com 2DR (DTG/3TC) oferece uma opção de troca com menos drogas antirretrovirais em comparação com 3/4DRs tradicionais, sem aumento do risco de falha virológica ou resistência.

Full text is only aviable in PDF
The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools