Journal Information
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 114 (December 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 114 (December 2018)
DOI: 10.1016/j.bjid.2018.10.217
Open Access
EP-155 PERFIL CLÍNICO‐EPIDEMIOLÓGICO DE 409 PACIENTES PORTADORES DE HIV/AIDS INTERNADOS EM HOSPITAL DE REFERÊNCIA DA BAIXADA SANTISTA - SP ENTRE 2011 E 2016
Visits
...
Maria Luiza Alessi Ribeiro, Roberto Focaccia, Ana Carolina Carvalho Cossich, Raphael França Lacerda de Andrade, Karla Fabiana B.S. Fonseca Carbonari, Gabriela Amim Kallouf, Regiane Maria Rosa Vieira, João Pedro Lima Gemha, Aline A. Castro, Josiani Picin Correa de Oliveira, Flávio David Haddad Filho, Juliana Rocha Pint Dias, Susiele Thais Luz de Melo, Beatriz Bandini Gonçalves, Camila Salles Lopes, Fernanda Franceschi, Larissa Attina de Brito, Nathalia Jacob S. Bittar, Sergio Feijoo, Gelvana Barreto Reis
Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), Santos, SP, Brasil
Article information
Full Text

Ag. Financiadora: Estudo financiado pelos próprios autores

Nr. Processo: 2.250.945

Data: 19/10/2018 ‐ Sala: TV 1 ‐ Horário: 13:58‐14:03 ‐ Forma de Apresentação: E‐pôster (pôster eletrônico)

Introdução: O estudo apresenta o perfil clínico-epidemiológico de 409 pacientes da Baixada Santista portadores de HIV/AIDS, assistidos na Santa Casa de Misericórdia de Santos, centro de referência para internação de pacientes soropositivos. Os municípios que compõe a Baixada Santista apresentam população estimada em 1,8 milhões de habitantes fixos e mais de 1 milhão de turistas por ano, sendo o polo estadual de mais alta prevalência de AIDS. Não foi encontrado qualquer publicação semelhante e pertinente da Baixada Santista.

Objetivo: Contribuir com o conhecimento da doença HIV/AIDS ao longo dos últimos anos, assim como permitir gerar desenhos de estratégias de intervenção, para a alocação apropriada de recursos e melhoria da assistência preventiva.

Metodologia: Estudo transversal, observacional, retrospectivo de 409 prontuários médicos de pacientes portadores de HIV/AIDS, internados no setor de Infectologia da Santa Casa de Misericórdia de Santos entre 2011 e 2016, com análise de variáveis clínicas e epidemiológicas.

Resultado: A maior parte das internações ocorreram em pacientes provenientes da cidade de Santos, com idades entre 31-50 anos, predominando o gênero masculino (razão masculino/feminino de 1,84/1), autodeclarados brancos. O tempo médio de internação foi de 51 dias. As principais manifestações secundárias foram neurológicas e pulmonares (neurotoxoplasmose e tuberculose, respectivamente). O diagnóstico da infecção pelo HIV ocorreu durante a internação em 101 pacientes (24,7%). Em relação ao tratamento, 39,6% dos pacientes não faziam uso da terapia antirretroviral ou faziam de forma irregular. Durante o período de hospitalização, a taxa de óbito foi de 19,1%, significativamente maior no sexo masculino.

Discussão/conclusão: O município de Santos apresenta o maior número de casos de HIV/AIDS da Baixada Santista, prevalecendo pacientes masculinos, caucasianos e com idades entre 31 e 50 anos. Quanto às causas de hospitalização, tuberculose pulmonar e neurotoxoplasmose foram as doenças secundárias mais prevalentes. Neste estudo, quase 40% dos pacientes não faziam uso da medicação ou eram não aderentes aos esquemas recomendados, constituindo óbice para desfecho favorável no tratamento do soropositivo. Finalmente, na busca retrospectiva encontrou-se falhas de informações nos registros, como ocorre em outros hospitais brasileiros, dificultando o levantamento de dados. Essa fato demonstra necessidade de ênfase no currículo médico para a importância da notificação correta e informações mais completas nos prontuários.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools