Journal Information
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 128 (December 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 128 (December 2018)
EP‐182
DOI: 10.1016/j.bjid.2018.10.244
Open Access
PREVALÊNCIA E PERFIL DE SUSCETIBILIDADE DE CANDIDA SPP ISOLADOS EM UM HOSPITAL PÚBLICO TERCIÁRIO NO MUNICÍPIO DE BAURU, SP
Visits
...
Rafael Vecchi, Mônica da Silveira, James Venturini
Hospital Estadual Bauru, Bauru, SP, Brasil
Article information
Full Text

Data: 19/10/2018 ‐ Sala: TV 5 ‐ Horário: 13:58‐14:03 ‐ Forma de Apresentação: E‐pôster (pôster eletrônico)

Introdução: O conhecimento da etiologia das infecções causadas por leveduras do gênero Candida spp, bem como do perfil de sensibilidade aos antifúngicos, é importante para determinar o perfil epidemiológico da instituição, instituir a terapia empírica de maneira mais assertiva, bem como desenvolver estratégias para a sua prevenção.

Objetivo: Determinar a prevalência e o perfil de sensibilidade aos antifúngicos de isolados de Candida spp obtidos de amostras clínicas coletadas no Hospital Estadual Bauru, um hospital terciário em Bauru, SP.

Metodologia: Foram analisados, retrospectivamente, os resultados das culturas oriundas de diversos sítios coletadas de maio de 2015 a maio de 2018. As identificações fenotípicas e os testes de sensibilidade foram feitos pelo método automatizado Vitek 2® (BioMérieux).

Resultado: Foram analisados 762 isolados de Candida spp obtidos de diversas amostras clínicas, urina foi o material mais recorrente em leveduras (67,6%), seguida por amostras de sangue (11,5%). Candida albicans foi a espécie mais frequentemente isolada (52,1%), seguida por C. tropicalis (22,3%), C. glabrata (16%), complexo C. parapsilosis (5,3%) e C. krusei (1,8%). Quanto ao perfil de sensibilidade, oito isolados (1,3%), todos de C. albicans, se apresentaram como intermediários aos fluconazol. Outros 23 isolados (3,7%) se apresentaram como resistentes, 19 (82,6%) C. albicans, três (13%) C. tropicalis e um (4,3%) complexo C. parapsilosis. Houve notório aumento no número de isolados resistentes ao fluconazol entre o fim de 2017 e o início de 2018, os valores da concentração inibitória mínima (MIC) se mostraram maiores – 11 (47,8%) dos isolados resistentes apresentaram MIC ≥ 256. Deve‐se ressaltar que esses resultados não incluem os isolados de C. glabrata e C. krusei, cuja resistência ao fluconazol é intrínseca, e ainda não houve resistência à micafungina.

Discussão/conclusão: As infecções por leveduras do gênero Candida spp no ambiente hospitalar estão cada vez mais relevantes e são associadas a altas taxas de morbidade e mortalidade. C. albicans é a espécie mais comumente encontrada. Entretanto, observa‐se uma tendência ao aumento do número de infecções causadas por Candida não albicans. O perfil epidemiológico associado ao aumento no número de isolados resistentes ao fluconazol impacta diretamente na escolha da terapia antifúngica empírica e deve conduzir à estratégias eficazes de controle e prevenção dessas infecções.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools